Seguidores

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

O FIO DE ESCARLATE




INTRODUÇÃO



Cor carmesim


“Podemos encontrar a palavra carmesim com seu significado na Bíblia em isaias 1:18: `Vinde, pois, e arrazoemos.` -diz o Senhor-` `Ainda que vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve ; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã.' Muitos versículos como estes se encontram no velho e no novo testamento.

A cor carmesim, pelas escrituras, e especialmente quando se refere ao Cristo, manifesta o Cristo Sacrificatório e a Sua humildade.

A cor carmesim, para os usos no tabernáculo, foi conseguida do corpo da fêmea do “coccus ilicis” um verme (Sl 22.6, a palavra hebraica para escarlata e carmesim).

O nome ‘Adão’, uma palavra babilônica, significa ‘vermelha’ por ser feito da terra (# 0121, Strong’s).”


"Como mencionado, a escarlata era extraída de um inseto encontrado em algumas árvores, em sua forma de larva (verme). Essas larvas eram juntadas, esmagadas, secadas, e transformadas em um pó que produzia uma matiz carmesim brilhante, um misto de vermelho e azul. Era uma cor utilizada na confecção do tabernáculo revelado a Moisés."

Vejo aqui uma alusão ao sacrifício do Cordeiro: “Pelas suas pisaduras fomos sarados”, “Ele foi moído pelas nossas transgressões”.

"No tabernáculo, a cor carmesim está associada ao sangue do sacrifício sempre. Não há outro sentido possível."

"A palavra hebraica para "cordão" ocorre em Josué 2:18 pela primeira vez na Bíblia, sendo que, depois, é sempre traduzida por "esperança". Se a salvação física de Raabe, assim como da sua família, dependeu de um "cordão de fio escarlate", atado à janela da sua casa, a sua salvação espiritual veio pela fé no único e verdadeiro Deus (Hebreus 11:31); ela sujeitou-se ao pacto que Deus estabelecera com o povo de Israel e, prova da Sua graça inclusiva, acabou por tornar-se ascendente do próprio Messias (Mateus 1:5). Num cenário de julgamento e destruição, um fio delgado e cor de sangue estendido por uma pecadora arrependida chegou ao Deus dos céus e tornou-se, assim, sinônimo de esperança para Raabe e para a toda a humanidade até hoje. "Pois tu és a minha esperança, Senhor Deus." (Salmo 71:5)

Fonte: Igreja Evangélica Batista da Praia de Vitória, https://www.facebook.com/IEBPV/posts/497430750281307


O CORDÃO DE FIO DE ESCARLATE


Na minha opinião, todas as vezes que no Antigo Testamento a simbologia das cores carmesim e vermelha está associada a livramentos, salvação e purificação, então essas podem e devem ser associadas ao sangue do Cordeiro de Deus, como símbolo desse sangue.

Portanto, o entendimento do site “desperta crente” e do “CV”, acerca da associação do fio de escarlate ao pecado, ou uma associação à guerra, estão completamente equivocados. Ora, se o fio de escarlate está associado ao pecado, então o pecado seria o sinal de livramento para Raabe e familiares? Não dá!  Não quero com isso afirmar que na Bíblia SEMPRE o vermelho ou o carmesim estão associados à redenção ou ao livramento. Há passagens em que a associação é ao pecado:

"Vinde então, e argui-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã” (Is 1.18).

Segundo o blog do CV, como foi um livramento em tempo de guerra, contextualmente não pode ser associado ao sangue do Cordeiro. Isso é um erro pior ainda. Em tempo de guerra o vermelho carmesim do sangue significa morte, carnificina. Quando em tempo de guerra o vermelho carmesim significa livramento, como no caso de Raabe, então temos, dentro do contexto, uma significação de vida, de livramento. Não seria demais lembrar que a cor de sangue carmesim ensopou as vestes dos pecadores mortos dentro de Jericó, sendo que a cor carmesim tingindo o tecido de suas vestes pelo sangue derramado não constituiu livramento algum para eles. Dentro do contexto, portanto, não há como deixar de associar o carmesim do fio de escarlate ao sangue do Cordeiro, ainda mais que colocado na janela. A associação ao sangue passado nas vergas e ombreiras das portas na páscoa do Egito deveria ser natural, quase automática, para todos os israelitas que vivenciaram aquela experiência sobrenatural. Por essa razão somente essa cor poderia ser usada como sinal, e não outra.

Não se pode sequer reprovar a atitude de Raabe quanto a supostamente ter mentido ao rei de Jericó. Primeiro porque este já não era mais o seu rei, ela já havia feito uma opção pelo Deus de Israel. Segundo porque o rei se dirigiu a Raabe como autoridade, e ela não estava mais submetida a essa autoridade. Ainda com relação à suposta mentira, tem-se que povos em guerra não estão obrigados a revelar possíveis estratégias ao inimigo. Conceitos relacionados à obrigação de falar a verdade não se inserem no contexto de uma guerra. Não está inserida na ética de povos em guerra revelar estratégias, inclusive e principalmente as de fuga. Outrossim, assim como em uma guerra é permitido derramar sangue, não há essa permissão em tempo de paz, isto é, por óbvio a ética da guerra é diferente da ética existente em tempos de paz, entre nações amigas e até entre pessoas.

Se condenarmos Raabe pela suposta mentira diante de um rei inimigo, teríamos que condenar também as parteiras de Israel. Ora, a lógica é a mesma. As parteiras de Israel não estavam vivenciando uma situação normal, de paz, de amizade, de respeito mútuo. O que havia era uma subjugação violenta contra um povo escravo, que tinha todo o direito de se livrar do inimigo da melhor maneira possível. Nenhum tribunal humano condenaria as parteiras de Israel, nenhum tribunal humano poderia condenar Raabe ante a sua opção de servir ao Senhor de Israel. A perspectiva de guerra, muito embora não se possa desprezar a ética e a condescendência com os subjugados, não é a mesma perspectiva da paz.

Isto posto, considerando que nada ocorre por acaso, podemos afirmar que aprouve ao Senhor livrar a Raabe, não da forma que ela imaginava, através de um juramento em razão de uma atitude sua de benevolência para com os espias. O Senhor livrou a Raabe porque ela creu no Deus vivo, porque ela teve fé no Deus de Israel. O cordão de escarlate estava lá, porque não era azul ou amarelo? Poderíamos simplesmente crer que a cor carmesim estava lá por acaso? Poderíamos crer que os espias escolheriam outra cor que não aquela que livrou a Israel na saída do Egito? Sobre isso falaremos mais adiante.

O cordão de escarlate foi o livramento certo contra o juízo de Deus, assim como o sangue passado nas vergas e ombreiras das portas das casas israelitas, na primeira páscoa, foi o livramento certo para o juízo de Deus. Não poderia haver semelhança maior, os espias de Israel não poderiam jamais ter escolhido forma melhor de sinalizar para todo o exército que Raabe estava sob juramento, debaixo portanto da proteção do Senhor. Mais, nenhuma outra cor poderia atrair a atenção dos israelitas na confusão e tumulto de uma guerra como a cor carmesim na janela. É de clareza hialina a intenção dos espias, a cor carmesim foi uma escolha perfeita, um sinal perfeito.



CONCLUSÃO

O entendimento da ICM, ao relacionar o fio de escarlate posto por Raabe como sinal para o exército de Israel está correto no que tange à doutrina da expiação. Em tudo e por tudo, a relação com o sangue passado nas vergas e ombreiras das portas, na festa da páscoa, tem o mesmo sentido do fio de escarlate, deve ter a mesma interpretação.

Vejamos as inúmeras referências a essas cores, nas conotações citadas, isto é, livramento, salvação e redenção.

Levitico 14.1-7

“Depois falou o SENHOR a Moisés, dizendo: Esta será a lei do leproso no dia da sua purificação: será levado ao sacerdote, e o sacerdote sairá fora do arraial, e o examinará, e eis que, se a praga da lepra do leproso for sarada, então o sacerdote ordenará que por aquele que se houver de purificar se tomem duas aves vivas e limpas, e pau de cedro, e carmesim, e hissopo. Mandará também o sacerdote que se degole uma ave num vaso de barro sobre águas vivas, e tomará a ave viva, e o pau de cedro, e o carmesim, e o hissopo, e os molhará, com a ave viva, no sangue da ave que foi degolada sobre as águas correntes. E sobre aquele que há de purificar-se da lepra espargirá sete vezes; então o declarará por limpo, e soltará a ave viva sobre a face do campo.”

Vemos aqui o hissopo (branco) e carmesim associados ao ritual de purificação do leproso. Há muitas referências parecidas, como Levítico 14.51-52, que cuida de um ritual de purificação de uma casa com a praga de lepra:

“Então tomará pau de cedro, e o hissopo, e o carmesim, e a ave viva, e os molhará na ave degolada e nas águas correntes, e espargirá a casa sete vezes; Assim expiará aquela casa com o sangue da ave, e com as águas correntes, e com a ave viva, e com o pau de cedro, e com o hissopo, e com o carmesim.”

Quanto ao tabernáculo revelado a Moisés, a cor carmesim é deveras recorrente.

Assim todo o sábio de coração, entre os que faziam a obra, fez o tabernáculo de dez cortinas de linho fino torcido, e de azul, e de púrpura, e de carmesim, com querubins; da obra mais esmerada as fez” (Êxodo 36:8).

O carmesim é uma das cores do tabernáculo: azul, púrpura, carmesim e linho branco. O Tabernáculo, do hebraico משכן‎, mishkan, que pode significar em tradução livre "morada", "casa" ou "lugar de habitação", mostrava que o Eterno tinha o desejo de habitar com o homem, junto àqueles que desejam a Sua companhia. Depois, habitou com o homem enviando seu próprio Filho, Emanuel, que traduzido é Deus Conosco. Este, conforme Mateus 27.28 (ARC – textus receptus), foi vestido por uma capa de cor escarlate. Mais uma vez, a cor carmesim associada ao sacrifício e à redenção pelo Cordeiro de Deus.

O sol refletido sobre as águas pareceu sangue para os inimigos de Israel, cor carmesim, e o Senhor deu um grande livramento e operou uma grande vitória, 2 Reis 3:15-25:

“Ele disse: Assim diz Jeová: Enchei este vale de covas.  Pois assim diz Jeová: Não sentireis vento, nem vereis chuva, contudo esse vale se encherá de água; e bebereis vós, e os vossos servos, e as vossas bestas.  Isto é ainda pouco aos olhos de Jeová; ele também entregará os moabitas nas vossas mãos.  Ferireis todas as cidades fortalecidas e todas as cidades escolhidas, e cortareis todas as árvores boas, e entupireis todas as fontes de água e danificareis com pedras todos os terrenos bons.  Pela manhã, ao tempo de se oferecer a oblação, eis que vinham as águas pelo caminho de Edom, e a terra se encheu de água.  Quando todos os moabitas ouviram que os reis haviam subido para pelejarem contra eles, convocaram-se a si mesmos, a saber, todos os que estavam em idade de pegar armas, e mesmo para cima, e esperaram nas fronteiras.  Levantando-se de madrugada, e raiando o sol sobre as águas, viram os moabitas diante de si as águas vermelhas como sangue.  Disseram: É sangue, sem dúvida os reis são destruídos, e de parte a parte se mataram; agora, ó Moabe, à presa.  Tendo os moabitas chegado ao arraial de Israel, levantaram-se os israelitas e feriram-nos, de modo que fugiram diante deles; e os israelitas entraram na terra, ferindo aos moabitas.   Arrasaram as cidades; sobre todos os bons terrenos lançaram cada um a sua pedra, e os entulharam; entupiram todas as fontes de água, e cortaram todas as boas árvores; até que só a Quir-Haresete lhe deixaram ficar as pedras. Contudo os fundeiros a cercaram, e a feriram.”

Ora, o sangue é de um vermelho carmesim, foi o que os inimigos de Israel provavelmente viram. Um outro milagre ocorreu concomitantemente, as covas no deserto se encheram de águas. Águas tintas de sangue pelo sol parecem-nos uma clara alusão ao sangue do Cordeiro de Deus.

Há ainda o sangue passado nas vergas e ombreiras das portas durante a primeira páscoa, que foi livramento para Israel. Sangue cor de carmesim, claro.

Assim, as referências à cor carmesim, no AT, quando estão associadas a livramento e salvação referem-se, são símbolo, do sangue de Jesus.

Josué 2:18
“Eis que, quando nós entrarmos na terra, atarás este cordão de fio de es­carlata à janela por onde nos fizeste descer; e recolherás em casa contigo a teu pai, e a tua mãe, e a teus irmãos e a toda a família de teu pai”. Js 2:18.

Em primeiro lugar, a ideia de atar o cordão à janela não foi de Raabe, foi um sinal proposto pelos dois israelitas, e isso faz toda a diferença.

Os israelitas vinham de grandes vitórias. A morte dos primogênitos e o livramento nas casas hebreias, a primeira páscoa, o cordeiro pascal, o sangue passado nas portas, o qual foi livramento de morte, estava no inconsciente e na viva memória de todos eles, memória associada a algo que é caríssimo a todo homem: a liberdade da escravidão. Seria impossível aos israelistas não associarem o pano tingido de escarlate ao livramento do Senhor. Sob esse aspecto, a única cor que os espias poderiam utilizar como associada ao livramento de morte era a cor de sangue carmesim na porta ou janela da casa de Raabe.
Sob uma perspectiva do inconsciente coletivo dos israelitas naquele instante, ou melhor, da simbologia presente no vermelho carmesim em uma janela, qual sentido isso teria para os israelitas? juízo ou livramento? Evidentemente que a resposta é livramento.

A experiência da saída do Egito e da morte dos primogênitos, associada ao livramento em razão do sangue carmesim passado nas portas, era suficiente para que o sinal dado a Raabe fosse uma garantia mais do que eficaz. Nenhum hebreu ousaria quebrar tal pacto, nenhum hebreu deixaria de se lembrar do livramento presente no sangue carmesim nas portas quando visse o cordão de escarlate na janela de Raabe. Era um sinal perfeito, uma garantia perfeita, pois associada a algo muito real na vida dos israelitas, associada inclusive a um possível juízo se esse pacto fosse quebrado, ainda que inadvertidamente.

Some-se a isso toda a simbologia do vermelho e do carmesim como o sangue do Cordeiro de Deus, presentes no Antigo Testamento. Trata-se, por óbvio, da doutrina da expiação, a qual permeia toda a Palavra de Deus.
A Bíblia tem por principal mensagem a necessidade de um ato de misericórdia divina para a redenção humana. Nessa pauta, o método escolhido por Deus foi o sacrifício substitutivo. Esse método surge junto a todos os heróis da fé, todos os patriarcas, todos os profetas, todos aqueles que foram usados pelo Senhor sacrificaram ou de alguma forma participaram do sacrifício, creram nas promessas, reconheceram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.
"Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra" (Hebreus 11.13).



34 comentários:

  1. Gostei da mensagem, excelente, muito bem colocada, não creio que devamos interpretar de forma diferente da interpretação que você deu. Talvez o momento não tenha sido muito apropriado. Todavia, você deve concordar que a ICM faz um mau uso dela.
    Espero que alguns ataques não tenham te intimidado.
    Graça e Paz

    ResponderExcluir
  2. Concordo,

    A mensagem é excelente mas não veio em boa hora. Estamos buscando uma benção de renovo e mudança dentro da igreja e o blog deveria focar mais nisso.
    Sylvia

    ResponderExcluir
  3. Caros irmãos,

    Não foi uma postagem de última hora. Ela foi pensada e estudada. Uma coisa aprendi com o único Mestre. Ele não toma partido, pois já tomou um: o partido da verdade. O caminho, a verdade e a vida são uma coisa só, não podemos entendê-los separadamente.

    Tire do caminho a verdade e não há mais caminho. Tire da verdade uma trajetória e teremos palavras ao vento, a verdade tem um objetivo um alvo, tire o alvo e a verdade não tem mais motivo de existir e a mentira é que passará a fazer sentido. Tire da vida o caminho e ela se transformará em morte, minta e a vida perderá todo o seu valor, transformando o crente em uma caricatura de cidadão do céu, digno de escárnio.

    Isso não quer dizer que estou com a verdade, mas ter sinceridade é um bom começo. O mal da ICM não é o fio de escarlate, talvez o mal esteja em não perceber a essência dele. A essência de todo milagre, da salvação não são os milagres e a salvação em si, mas o próprio Deus, ter certeza de que Deus de fato existe é fé, é saber que há um Deus que sustenta o milagre e a salvação e tudo o que há. Se Deus existe, então o milagre é possível, a salvação é possível, podemos crer no amanhã, devemos ser seus imitadores porque há sentido nisso. Se Deus não existe, por melhor que sejam salvação e milagres, nada mais terá sentido. Por isso tudo aponta para Ele, porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas.

    Ele é o nosso alvo, os milagres, as experiências, a salvação, apontam para Ele, autor e consumador da nossa fé. Não podemos deixar alguém, nem coisa alguma, nos desviar do alvo. Talvez por isso pecado, no Novo Testamento, seja justamente isso: ERRAR O ALVO. É esse o objetivo inconfessável da heresia: fazer-nos errar o alvo. Lembrar que no AT pecado é transgredir a lei, não havia necessidade de heresia, bastava transgredir a lei. No período da graça a sutileza do inimigo é maior, ele precisa nos fazer errar o alvo, e o alvo é Jesus Cristo.

    Se o alvo é Jesus Cristo, se Ele é o caminho, a verdade e a vida, o alvo também é ser imitador de Cristo, assim como Paulo foi e, pelo Espírito, ordenou que fôssemos imitadores de Cristo, porque Ele é o ALVO.

    A Paz do Senhor

    ResponderExcluir
  4. Muito bom CVPFB. E acrescento, milagre, OBRA, igreja, livramento, tudo isso eh menor e DERIVAM do unico Nome digno de toda honra, toda gloria, toda forca e todo louvor.

    Qualque sutil inversao disso, eh heresia. Gostaria que isso fosse falado aberta e enfaticamente na igreja.

    Seria ferir de morte o sectarismo e, talvez por isso nao aconteca, pelo menos ainda. So ganhariamos como comunidade crista.

    Mas ainda desejo que assim seja um dia.

    Apds

    ResponderExcluir
  5. Outro ponto: concordo contigo que a intrroretacao da ICM sobre o fio de escarlata e a sua associacao a doutrina da expiacao esta correta.

    O problema e que se associa a "doutrina do clamor", o que gera um problema serio de exvlusivismo ja discutido em outro post.

    Qualquer igreja seria cre na doutrina da expiacao, mas com apenas nos (eu inclusive) temos a pratica do clamor como fazemos, deriva dai o discurso de que alcancamos "algo mais".

    Ou seja, perdemos a base biblica e nos complicamos todos do ponto de vista da boa interpretacao do texto sagrado.

    A meu ver, a doutrina da expiacao e o livramento simbolizado pelo vermelho do sangue, do sacrificio, eh fundamental e esta bem retratada no contexto. O clamor nao eh o que esta retratado no texto, e as mensagens nesse sentido mostram-se a meu ver, com um Q de distorcao.

    APDS

    ResponderExcluir
  6. Obrigado 123,

    Você está certo. O texto postado pelo Pedro é fantástico, escrevi pensando naquele texto, como as sutilezas do inimigo podem nos enganar. Ele fez isso com a igreja romana, não podemos subestimar seus poderes de persuasão e nem pensar que não vai utilizar as mesmas armas novamente. Essas sutilezas sutis têm um nome: heresia. As heresias são terríveis porque parecem inocentes, não conseguimos aquilatar os danos que podem causar, às vezes nem mesmo depois dos danos causados conseguimos perceber o abismo da heresia. Basta olharmos para nós mesmos, como alguns puderam cair nessa aparente tolice de confundir obra com ICM, esse é um mal que gera o afastamento do alvo, a apostasia e o esfriamento espiritual. Se conseguimos enxergar, devemos alertar os que ainda não conseguiram. Devemos golpear o sectarismo até que desapareça.

    APDS

    ResponderExcluir
  7. E melhor ser dividido pela verdade do que ser unido pelo ERRO. Martinho Lutero.

    Este é o espírito da reforma protestante, só que algumas igrejas querem permanecer unidas no erro, afastadas da palavra, vivendo algumas experiências religiosas como sendo autoridade última, esquecendo que a nossa autoridade é a Escritura.
    Toda experiência que não se harmoniza com a Escritura, isto é, que não é aprovada pela Escritura, é FALSA.

    ResponderExcluir
  8. Gedelti Victalino Teixeira Gueiros
    É Maçom-mestre-mor.

    Vocês nunca associaram os rituais da ICM com a Maçonaria, pra quem conhece a Maçonaria como eu, criado no meio da maçonaria e depois passei um tempo na ICM, não há nada que por e tirar.

    Enganador do rebanho, cruel com a membresia, colocou todo um povo aos seus pés, e MEMBRESIA achando que está agradando a Deus.

    Maligno e Satânico és Gedelti, sabes do que estou falando.

    Materialista e nada de servo tens.

    Sempre dissimulado, golpista, julgando-se acima do Bem e do Mal.

    A sua hora está chegando e diante do Criador é o tribunal que ninguém irá escapar.

    Você não sabe o valor que tem uma alma.

    Se fez de incorrupto e ludibriou os fieis.

    Com as suas historinhas de obra como forma de vida... vida de formatação, vida ordinária que impusestes a membresia.

    conseguiu destruir famílias, casamentos, amizades e ainda continua destruindo.

    Gedelti você não conhece Bíblia, e nem os seu meia-solas ( palavras suas ); consequência: a membresia também não conhece.

    Erram por não conhecer as escrituras....

    O comportamento continua igual, discriminação, preconceito, soberba, invenção, mentira.

    Continuam na religiosidade,limpando templo, segundo a sua cartilha Gedelti e se achando superiores a todos e tudo, não se misturam, mesmo depois de tanto escândalos, tanta iniquidade, tanta mentira.

    ICM lugar onde não existe respeito a irmãos de outras denominações, mesmo que estes tenham um testemunho de vida real e condizente comum servo de Deus.

    E nem aos que não aceitaram a sujeirada e decidiram servir a Deus em outro lugar.

    Gedelti:

    " Propôs-lhes então uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produzira com abundância; e ele arrazoava consigo, dizendo: Que farei? Pois não tenho onde recolher os meus frutos.
    Disse então: Farei isto: derribarei os meus celeiros e edificarei outros maiores, e ali recolherei todos os meus cereais e os meus bens; e direi à minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe, regala-te.
    Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?

    Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus. Lucas 12: 16-21"

    ResponderExcluir
  9. (Texto extraído do livro: Por que você não quer mais ir a igreja?)

    “MAS AS NOSSAS INSTITUIÇÕES NÃO NOS LIVRAM DO ERRO?

    Sinto discordar, mas toda grande heresia que oprimiu o povo de Deus nos últimos 2 mil anos proveio de grupos organizados com “lideres” que achavam que detinham com exclusividade o conhecimento da mente de Deus.

    Nessas instituições cada movimento de Deus em direção aos que tinham verdadeira fome Dele era praticamente rejeitado. Muita gente foi excomungada ou executada por seguir Deus.

    Se é na instituição que você espera obter segurança, receio que esteja sumamente equivocado. Jesus não nos disse que “ir a igreja” nos salvaria, mas que confiar Nele sim. Deu-nos uma unção do Espírito Santo para que pudéssemos saber a diferença entre a verdade e erro. Essa unção é cultivada à medida que aprendemos Seus caminhos com base em Sua palavra e vamos crescendo mais próximos ao Seu coração.Isso nos ajuda a reagir quando certas expressões da igreja a que pertencemos se tornam impeditivas da obra de Jesus em nós.”

    ResponderExcluir
  10. É Gedelti quem planta vento colhe tempestade... O pior ainda estar por vir.

    Ainda há tempo de se arrepender, pedir perdão ao Senhor e uma palavra de arrependimento para a igreja.

    Ainda da tempo a porta da graça está aberta ainda.

    ResponderExcluir
  11. Finalmente uma grande mensagem, uma coisa mt boa neste blog.

    APDSJ

    ResponderExcluir
  12. "O comportamento continua igual, discriminação, preconceito, soberba, invenção, mentira.
    Continuam na religiosidade,limpando templo, segundo a sua cartilha Gedelti e se achando superiores a todos e tudo, não se misturam, mesmo depois de tanto escândalos, tanta iniquidade, tanta mentira.
    ICM lugar onde não existe respeito a irmãos de outras denominações, mesmo que estes tenham um testemunho de vida real e condizente comum servo de Deus.
    E nem aos que não aceitaram a sujeirada e decidiram servir a Deus em outro lugar."

    É verdade, isso aconteceu e ainda acontece. Mas não vamos generalizar....... muita gente dentro da ICM não pensa assim, não discrimina, não tem preconceito, nem soberba, nem invenção e nem mentira. Há muitos dons espirituais que são do Senhor, muitas mensagens boas. Espero que em breve caiam por terra todos os vestígios de discriminação e preconceito contra irmãos de outras denominações.

    Só para usar uma mensagem postada aqui, o enxerto na boa oliveira não tem a mediação de nenhuma instituição. Na boa oliveira não há placa de igreja.

    Quanto a Gedelti, esse seu ódio por ele não é de Deus. Você devia repensar.

    Fica atirando pedra nele. Isso é ótimo para ele, cada pedrada diminui o juízo por eventuais erros que tenha cometido (não quero julgar ninguém). O melhor é orar por ele, afinal, Jesus manda amar os inimigos. Se ele é ou se fez seu inimigo, ore por ele. É difícil, mas é o caminho da liberdade em Cristo Jesus. Como é difícil perdoar de verdade, não?

    Vi muita gente limpando templo e latrina na AD, voluntários, felizes da vida, fazem por amor. Se alguém faz por medo do pastor ou diácono, francamente, NÃO FAÇA! Se alguém faz por obrigação, ou porque vão falar mal de você se não fizer, francamente, NÃO FAÇA! É o mesmo que dar esmola esperando que os homens vejam, Jesus repreendeu os que assim faziam, ordenando que a sua mão não saiba o que a outra faz. Do contrário, também não espere recompensa, pois já foi recompensado pelo homem.

    Quanto ao texto extraído do livro "Por que você não quer mais ir a igreja?", é bom dizer que o autor não pretende acabar com as instituições religiosas. Porém, concordo plenamente com o texto.

    Quanto a Gedelti ser maçom, francamente, sempre me pareceu que não era, sempre criticou a maçonaria. A ICM sempre criticou a maçonaria como maligna. Será necessário ouvir o próprio. Eu bem sei que há pastores maçons em muitas denominações. Francamente, pastor NÃO pode ser maçom, é antibíblico um obreiro se imiscuir em uma instituição segregada e misteriosa, uma instituição nascida dentro da ICAR, cujos principais propagadores nada tinham de cristãos verdadeiros. Nem ao certo sabemos em que acreditam, mas muitos ali são espiritualistas, há muito ocultismo disfarçado.

    Uma instituição em que um protege o outro. No mínimo, é falta de fé, pois quem nos protege e nos sustenta é o SENHOR.

    Não vejo semelhança de rituais, muito embora haja essa questão dos segredos da obra, mas para por aí, muitos pregadores cristãos falam que tem segredos com Deus. Ora, se é segredo, não conte para ninguém. Pura bobagem, não?

    Evidentemente, a caixa preta do PES precisa deixar de existir, precisa ser aberta. Mas isso não significa que a doutrina raiz da ICM seja maçônica, muito pelo contrário, o fundamento é cristão. Se fosse maçônica, o que está acontecendo não estaria acontecendo, pode ter certeza.

    O que vejo isso digo: o PES criou doutrinas cerca-rebanho, como obra, mentalidade de obra, mescla, servo devedor, quem sai é caído, etc. A intenção primordial, não a única, foi e é impedir a fuga de membros, desestimular a saída de pastores e preservar a unidade. Ao agir assim, introduziu heresias que precisam ser retiradas.

    Elas vão sair. Estamos sendo julgados...... ou retiramos as heresias, ou o Espírito de Deus as retirará. Se não fizermos, o Senhor fará, usando inclusive as autoridades públicas para isso se for preciso. Não podemos impedir o agir de Deus, há muitas ovelhas do Senhor dentro da ICM, o Senhor as honrará.

    Quem tem ouvidos que ouça.....

    APDS

    ResponderExcluir
  13. CVPFB, excepcional o seu texto, é preciso URGENTEMENTE retirar essas doutrinas cerca-rebanho, fica quem quer ficar, quem ama servir o Senhor ali e pronto. Muito animador o seu texto, agora digo, o que nós membros deveríamos fazer para nos fazerem ouvir???
    Sacudir o PES como sacudiram os governos nas manifestações?
    Mudanças já!!!
    Marcio-RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PES!!!!

      Márcio, meu filho .Só com dinamite para sacudir, baixar tudo e construir um novo, tirar essa gentalha que se diz pastores, infelizmente não são.... 90% não tem unção nenhuma...

      Aposentar Gedelti.

      Tirar todos os envolvidos e conselho Presbiteral nojento ...

      Esses pastores / coordenadores ICM vem até você , atrás de um púlpito , e insiste em pregar a mensagem da “oubra ” , e não de Jesus , sua mensagem é claramente institucional, e ele Está manipulando o rebanho e abusando da autoridade concedida a ele.

      Tirar esse povo todo, lavar o templo.

      Tirar os JUDAS....

      Começar do zero....

      Nos chamam de formatados infelizmente somos mesmos, estou orando por libertação.

      Tirar toda banda podre que governa a Maranata .

      Aí acho que veremos mudanças.

      Gedelti ainda dá tempo arrepende-te do teu mal.

      Santos.
      de Vitória

      Excluir
  14. So orar Marcio.

    O PES infelizmente se porta autoritario e dono da verdade. SEMPRE.

    E isso passa a coordenadores e pastores institucionalizados, sem personalidade crista propria.

    Eh um coisa pra mudar numa geracao, talvez mais 40 anos.

    Mas, vivemos de milagres.

    Orar e mudar nos mesmos e principalmente os que nos cercam.

    Apds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo.

      Principalmente a nos mesmos e, quando possivel, os que nos cercam.

      Excluir
    2. Exato, orarmos por mudanças, para que o Espírito de Deus cumpra o seu querer e que estejamos nessa direção, e orar sobretudo para que o renovo e avivamento espiritual suplantem todas as barreiras, que todas as heresias sejam expostas e retiradas.

      Eu peço misericórdia a Deus pelos pastores em lutas na justiça. Porém, vejo a espada de Deus, o juízo de Deus, e não é bom ficar entre Deus e o seu juízo. Quando Samuel fez isso por Saul tomou uma "advertência", um "brigueiro" de Jeová. O que quero dizer é que eles precisam antes se concertar com o Senhor, e penso que isso já está acontecendo. O principal é que façam o querer do Espírito de Deus.

      O melhor é orar antes pelas ovelhas, pelos que saíram, por todos. Orar para que Deus ponha bom senso na cabeça do PES.

      Que oportunidade perdida quando o Pr. Antônio Fernando saiu.........quase tudo o que ele, no curto espaço de tempo que ficou, decidiu, foi posto em prática depois. Penso que ele estava fazendo exatamente o que o Senhor queria, mas foi impedido, execrado, chamado de anticristo. Essas coisas atraem o juízo de Deus.

      Outra coisa, não podemos compactuar com os erros e com as heresias, ainda que soframos danos, ainda que sejamos convidados a sair. Aliás, quem está no erro não tem o direito de convidar quem quer que seja a sair, pois a autoridade vem de Deus. Em nome de quem vão nos convidar para sair? Mostrem as credenciais espirituais primeiro, mostrem a direção do Espírito de Deus em suas vidas primeiro.

      APDS

      Excluir
    3. Alguns comentários foram direcionados para a caixa de spam. Infelizmente custei uns quinze dias ou mais a perceber, mas corrigi o erro. Peço desculpas a todos.

      APDS

      Excluir
  15. Super interessante o seu comentário sobre a suposta mentira de Raabe. Até então eu só via desculpas esfarrapadas sobre a mentira, você veio com um argumento original e totalmente inovador. Um argumento que realmente faz muito sentido.
    Congratulations

    ResponderExcluir
  16. Conheci a obra com 16 anos (hoje estou com 25 anos).

    No começo eu e minha mãe começamos ir aos cultos, depois meus dois irmãos e meu pai que ia esporadicamente.

    Éramos uma família que dava assistência em varias cidades, onde precisavam de irmãos para ajudar ali estávamos, sem medir esforços estávamos lá, morávamos a uma hora da igreja e íamos a pé sempre, no começo os irmãos nos levavam mas depois começou a ser fardo então disseram que teríamos que caminhar sozinhos pois já estávamos a mais tempo na obra e outras vidas precisavam de assistência, sem problemas íamos sempre a pé… com chuva, com sol, estávamos lá…

    Cheguei a ser professora, instrumentista, grupo de louvor ,comecei o trabalho em asilos e hospitais aqui na minha cidade, meu irmão obreiro e instrumentista…

    Só que tínhamos um grande defeito considerado por eles, éramos uma família muito unida, minha mãe era a galinha com seus pintinhos, e sempre falavam pra ela que era necessário cortar o cordão umbilical…

    Meu Deus!

    Qual era o problema de uma mãe amar seus filhos, qual era o problemas de sempre estarmos juntos, dela sempre no proteger. Tinham pavor de família unida.

    E assim continuamos, até que minha família passou por problemas financeiros, minha mãe infelizmente caiu na mão de agiotas, passamos até por necessidade. Só que isso chegou no ouvido dos dirigentes e então o inferno começou, na época eles não quiseram ouvir minha mãe, disseram que ela estava sujando a obra, que ela era uma mancha na igreja, que ela pra ela sentar no ultimo banco e não falar e nem se envolver de mais com os irmãos.

    Continua.

    ResponderExcluir
  17. Mas naquela época minha mãe preferiu sair para que a obra não fosse “manchada”, então meu irmão mais velho foi transferido para uma outra cidade, e eu fiquei sozinha naquele lugar…

    Amados… foram os piores anos da minha vida, quantas humilhações, quantas perseguições, uns tinham pena de mim, chegavam a dizer “ o que seria da minha vida se eu saísse da obra com a família desestruturada que eu tinha”, estar no louvor para eles era uma misericórdia, por pena.

    Vivia sendo chamada no grupo de interseção não porque tinha feito algo errado, mas por ser perseguida, tinha umas irmãs fofoqueiras que tinha a coragem de chegar no pastor e dizer a irmã Carolina não me comprimenta, não me da a “ paz do Senhor”… pode um absurdo desse?

    Uma vez viram uma foto minha com vestido e legue e tiveram coragem de falar para o pastor que eu estava de calça. Sabe aquele período que fazem culto nas casas de todos irmãos? Na minha não podia então eu tinha que ir pra casa de outro irmão para poder participar do culto no lar. Se eu ficasse doente eu não recebia visita, pois não podiam entrar na minha casa éramos como leprosos…

    Até que um dia neste período de culto no lar disseram que “ o Senhor permitiu”, então foram uns 4 irmãos… então chamei minha mãe ate a sala para que ela pudesse participar… o irmão em nenhum momento olhou na minha mãe… durante toda a palavra ele pregava só para mim… foi vergonhoso a atitude dele … mas mesmo assim continuei…

    Sabe amados… minha mãe é uma pessoa maravilhosa, uma mulher zelosa, uma ótima esposa uma ótima mãe, uma serva temente a Deus, que ama o Senhor desde pequena… mesmo não conhecendo a palavra ela sempre nos ensinou o melhor.

    Ela amava a obra, e sempre dizia que um dia voltaria para a obra assim que as coisas se resolvessem, ela amava os louvores e ama ate hoje, todos os dias coloca o som para ouvi-los Sabe irmãos minha mãe não teve problemas financeiros porque quis, porque era má… infelizmente aconteceu qualquer pessoa pode passar por isso e ela não soube lidar com aquilo… mas os dirigentes não quiseram saber o porque apenas nos julgaram…

    Continua.

    ResponderExcluir
  18. Eu fui ficando muito cansada de todas as humilhações, era uma inveja muito grande, pois eu gostava muito de crianças e elas gostavam muito de mim… eu dava aula de flauta… cantava ate bem no louvor… e as pessoas odiavam aquilo…

    E quando ficaram sabendo que eu fazia filosofia… a h foi o fim… sempre me olhavam como um perigo para a igreja… eu queria que os jovens pudessem ir ate a minha casa… Um dia marquei com varias jovens… combinamos tudo direitinho para assistir um filme, ate que na hora ninguém foi… foram pra casa de uma outra irmã (com a vida mais direita).

    Não houve uma assistência, uma visita, passamos por dificuldades e necessidades, mas sabe quem nos assistiu o Senhor nosso Deus, Ele foi o nosso Provedor, Consolador!

    Uma vez recebemos uma conta de agua num valor muito alto, pois houve um vazamento e não tínhamos condições de pagar, então cortaram nossa agua… e na minha casa tinha um tanque grande então chovia e enchíamos aquele tanque… e por 6 meses ficamos sem agua encanada, mas nesses 6 meses o Senhor nosso Deus proveu a chuva, quando a agua do reservatório estava pra acabar, chovia novamente.

    Há mais ou menos dois anos sai da ICM pois não aguentei mais… não aguentei as humilhações, não aguentei o pastor passar do meu lado e nunca me comprimentar, não aguentei um dia pedir carona para a esposa dele e ao me levarem em casa ele ficar de cara feia e nem na porta da minha casa me deixou.. deixou um quarteirão antes…

    Eu ia dar assistência em outra cidade, eles não gostavam de me buscar, mandavam eu esperar em outro lugar…. Sabe o problema não foi comigo e sim com a minha mãe, eles não podiam me tratar daquela forma, eu era uma serva, eu amava aquele lugar, aqueles irmãos… eu cuidava das filhas do pastor, e nem para o aniversario da menina eles me chamaram… o preconceito era terrível… lá os ricos eram bem tratado os pobres eram discriminados, pobre só servia para o trabalho braçal…

    Não aguentei mais… foi muito difícil… quando sai desde aquele dia, nunca me visitaram, nunca perguntaram porque eu sai, o pastor nunca me ligou, o responsável do meu grupo de assistência nunca me procurou…

    Continua.

    ResponderExcluir
  19. Para eles talvez a minha saída foi uma limpeza na igreja… os jovens que eu tanto amava nunca me fizeram uma visita, aquelas que se diziam minhas amigas se passar na rua nem olhava na minha cara…

    Mas hoje sou feliz, não vivo no fardo, no medo, na angustia… eu não tinha tempo para minha família, para os meus pais que tanto precisavam de mim… eu não tinha tempo pra mim… vivia por conta de viajar, ensaio, encontros, limpeza… minha família ia se desfazendo aos poucos. E sabe muitos daqueles irmãos que julgaram minha família, hj tem seus lares destruídos, filhos destruídos, casamento falido… Vivíamos em uma ditadura Maranata…

    Quando contei para minha mãe do que estava acontecendo dos escândalos, ela chorou profundamente e dizia não pode ser verdade minha filha, eu orava ao Senhor para que me desse condições de voltar…

    Ela falava “ meu Deus quanto eu chorei pela vida dos meus filhos, me sentia culpada pelas humilhações que eles passavam, quanto tempo eu me culpei… me chamaram de caída… eu nunca fui caída Senhor… eu nunca manchei o Teu nome”

    Minha mãe, minha família nunca foi caída ou desestruturada, tivemos problemas sim, passamos por situações adversas, mas jamais poderiam fazer o que fizeram conosco.

    Quem nunca passou por problemas que atire a primeira pedra… só precisávamos naquele momento de uma simples assistência, mas nem isso souberam dar… hoje tenho pavor em encontrar com qualquer uma dessas pessoas…

    Bando de fariseus…



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe-me, Anônimo6 de novembro de 2013 20:28, você contou uma triste experiência, entendo que, como eu, muitos ao ler ficaram sensibilizados. Eu só não entendi o ataque quando expressou "Bando de fariseus". O silencio seria melhor.

      Excluir
    2. Eu disse para os líderes... São um bando fariseus.

      Excluir
  20. Agora estão organizando uma reunião só para os pastores ( afinal, somente eles são considerados membros da maranata) a fim de reiterar a carta de confiança ao Gedelti. Todos deverão assinar na base de o Senhor revelou, claro. Os que se recusarem a assinar perderão suas igrejas… perdidas há mto tempo para a apostasia e osa vendilhões do templo.
    Muitos homens honestos se revelarão contra o sistema. Eu acredito nisso!

    ResponderExcluir
  21. Há bastante tempo não tenho postado neste espaço, mas hoje me senti tocado em mais uma vez escrever, pois sei que muitos ainda participantes da ICM visitam este espaço, talvez por curiosidade ou outra coisa, e quero deixar o meu desabafo aqui, principalmente para os que ainda não se definiram em sair.

    pois bem eu fiquei por longos anos como diácono nesta seita, pensando que estava servindo a Deus, me envolvi, dediquei, fui explorado, quando acordei o tempo tinha passado, o casamento destruído e minha ex esposa me traiu com outro diácono.

    então, quando descobri, recebi visita de pastor e coordenador pra abafar o pecado, me propondo eles que eu estava próximo a receber a tal unção.

    achei ridículo, rompi com o sistema, porque percebi que estava no meio de um bando de homens sujos e corruptos travestidos de pastores, as piores pessoas que já conheci em toda minha vida.

    hoje, na cidade que moro, eles denigrem a minha pessoa, proíbem o contato dos adeptos da oubra comigo, e o diácono ricardão, que é de uma cidade um pouco distante, preservaram ele, como se nada tivesse acontecido, com a velha sabedoria preservaram a oubra na vida dele e continua sendo “usado”, certamente que não é pelo Espírito Santo.

    então, amados, eu não estaria expondo algo tão intimo para simplesmente falar mal da ICM. Eu espero que seja algo definitivo para a decisão de se libertar deste sistema maligno e opressor.

    se você ainda tem amor a sua família e a princípios cristãos, então é a hora de sacudir a poeira fedorenta desta seita, buscar se reconciliar com Deus, colocar em ordem a vida e usufruir de uma bênção muito grande que é não mais se submeter aos mandos e desmandos destes bodes travestidos de pastores.

    PAZ SEJA COM TODOS…

    ResponderExcluir
  22. Quero compartilhar com os irmãos a repulsa que senti nesta manhã durante a exibição de um vídeo onde o Dep. Manato da maranata, faz uma “justa” homenagem ao sistema, na tribuna da Câmara dos Deputados.

    Eis algumas de suas ilustres frases elogiosas:

    “…não essa Bíblia que está em cima dessa mesa, que tem uma letra, que quem seguir a letra a letra mata, mas o que está além da letra, que vivifica, que é a palavra revelada…”

    “…nós somos pecadores, mas a obra de Deus, a obra do Espírito Santo, a obra dessa igreja ela é impecável, essa obra é irretocável e é dessa obra que nós vivemos…o que estão fazendo com nossa igreja é um crime…”

    E por fim idolatra o GG

    “E ao pastor Gedelti deixo toda minha gratidão, a minha honra e a minha glória…”

    Depois disso só me resta dizer que preciso de um antiácido.
    .

    ResponderExcluir
  23. http://obramaranatarevelada.wordpress.com/2013/11/16/seita-maranata-a-obra-nao-se-mistura-com-a-politica/

    ResponderExcluir
  24. "Segue um breve resumo de minha história. História de um Jovem de 19 anos que é um retirante.

    Fui nascido e criado na ICM. Cresci escutando e aprendendo tudo que eles ensinaram, porém meus pais sempre me ensinavam a reter o que é bom. E assim fomos caminhando na ICM.

    Chegou um certo dia, que meus pais e toda minha família saíram da ICM. Primos, tios, avós e irmãos, todos saíram da ICM, menos eu.

    Nesse período que eles saíram, eu senti na pele como a ICM os discriminava. Uma certa vez, ao orar pelo meu aniversário de 16 anos, um irmão do GI disse que o Sr. mostrou a ele que minha mãe tinha uma doença grave que ela não havia contado para ninguém ainda. Eu ignorei esse dom, pois mesmo estando na ICM, eu aprendi a discernir os dons. E de fato, ele não se cumpriu.

    Aos 17 anos ( Minha familia ja tinha saído ), me escolheram na igreja para ser TESOUREIRO. Eu não queria, mas aceitei por pressão, assim como não queria ter sido levantado a obreiro com 15 anos, mas fui pela pressao dos ” Dons “.

    Nessa de tesoureiro, me ensinaram a fazer CAIXA 2, isso mesmo, fui treinado pelo antigo tesoureiro a desviar uma parte do dinheiro que era enviado aos PES. Ainda disseram: Todas as igrejas fazem isso, só não se deve comentar, mas todas fazem. Quando me levaram ao cartório para registrar firma, GRAÇAS A DEUS o tabelião disse que, para ter firma registrada, eu teria que ser maior de 18 anos.

    Olhem só, desviar dízimo é CRIME, mas como eu era de menor, não poderia ser preso. Iria ser sutilmente utilizado.

    Nem isso foi suficiente para eu me acordar.

    Porque eu não acordei? Porque todo meu circulo de amizade estava ali, foi construído ali. Eu gostava muito de estar com eles, eu era muito envolvido com as atividades da “Obra”. Esse era o motivo que eu acreditava, mas o real motivo era outro, eu na verdade tinha minha mente bloqueada, via a ICM como uma igreja perfeita. Pobre ilusão.

    Com tudo que aconteceu, eu tomei um ” sacode ” forte, e comecei a dar liberdade a mim mesmo para pensar e questionar. Aos poucos fui vendo que muitas, repito, muitas questões que eu tinha, não existiam repostas a elas. Eu sempre tive certas dúvidas, como por exemplo:

    Por que toda oração obrigatoriamente tinha q ser precedida pelo “Clamor pelo Sangue”; Consulta a Palavra; Caixa 2 e outros. Sempre tive essas dúvidas, mas eu as ignorava involuntariamente.

    A cada maanaim, pregação do PES, se tornava mais forte em mim a manipulação do PES que me impedia de questionar e pensar. Mas como já disse, com o impacto dos acontecimentos dos últimos dias eu comecei a procurar saber mais, comecei a frequentar blog’s como este, grupos no facebook e, graças a Deus, depois que minha família já tinha saído há 5 anos atrás, eu também consegui sair.

    Eu era obreiro, instrumentista e do grupo de louvor, mas hoje sou liberto.
    Prefiro liberdade, que títulos humanos.

    Sei que perderei “amigos”.
    Sei que não estarei mais naquele ciclo de “amizade” que foi construído dentro da ICM, mas prefiro viver com a consciência limpa, na verdade,que me submeter à mentira e à iniquidade em troca de uma ilusão de igreja perfeita.

    E com certeza, o que há de vir agora será muito melhor do que eu já vivi. Deus não desampara seus filhos. Sinto-me como se tivesse tirado 100 kg das costas.

    Saí da ICM tem algumas poucas semanas."

    ResponderExcluir
  25. FALTA MAIS ALGUMA COISA?
    Gedelti com filho fora do casamento.

    O filho do fundador da MARANATA escondido sob ordem do Gedelti teve que sair do Espírito Santo e recebe uma boa bolada para permanecer caladinho.

    Muitos não acreditavam que o Gedelti Gueiros tinha filho fora do casamento, ai está a prova. Esse é o primeiro, tem outro que logo que descobrirmos onde se encontra postaremos a foto. Nós retirantes gostamos de dividir com os nossos amigos e irmãos nossas descobertas, para não dizer mais um segredo da obra foi descoberto e revelado aos amigos.

    Eu tenho direito de postar meu primo que nem sabia da existência,em breve estarei visitando meu mais novo parente, ao qual ja estou amando afinal é meu sangue também.

    http://cavaleiradaverdade.wordpress.com/2013/06/06/ele-nao-e-a-cara-do-papai-goncalves-gueiros-o-filho-gg-do-gg/

    http://obramaranatarevelada.wordpress.com/tag/filho-de-gedelti/

    ResponderExcluir
  26. BELO HORIZONTE

    Conselho Presbiteral é uma farsa, já começou discórdia interna, estão brigando entre si por espaço territorial, representantes do Estado da Bahia e de Minas Gerais não concordam com a divisão das reservas do CAIXA – 1,2 ou 3, ninguém sabe quanto pode ter e o chefe da banda podre – GG perdeu o controle e está sendo roubado pelas próprias crias.

    A diferença que são mais organizados, usam as coordenações de áreas usam pastores desempregados para a lavagem e não é lavagem cerebral porque essa GG já fez; é lavagem de dinheiro mesmo,
    agências de veículos,
    empresa de turismo,
    empresa de ônibus,
    loja de material de construção,
    construtoras e muito mais.

    A lista não tem fim.

    ResponderExcluir
  27. Escutar este homem Gedelti Gueiros destilando tanto ódio em nome de Deus, dá uma profunda aversão.

    Glórias dou ao meu Deus por ter saído deste lugar e esquecer este episódio horrível da minha vida.

    Só cego para ficar sentado ouvindo este monte de asneiras. Nada de palavra, nada de unção, nada de nada. Palavras vazias, ameaças, falar mal dos outros, desejar mal aos outros.

    Ainda que não tivesse havido desvio de dinheiro, viver a mercê destas mentiras e domínio de homens como este, já é um grande motivo para não permanecer em um lugar destes.

    O que este homem trás de ensinamento bíblico?
    Em que ele representa um pastor?
    Em que ele representa o amor de Deus?
    Só uma pessoa como esta já deveria ser motivo para se afastar deste lugar.

    Só semeia o ódio, a discórdia, o preconceito e tantos sentimentos maus…

    E não é ninguém que conta, quem esteve lá ouviu estas barbaridades.

    Só lamento pelas pessoas que ainda continuam reféns deste lugar. Mesmo depois da podridão vir à tona, continuam. Só mesmo o maligno para deixar pessoas reféns disto. É a única explicação.

    E não adianta falar, porque parecem hipnotizados!

    Só muita oração para os libertar.
    Estão com os corações cauterizados por esta força maligna. Não conseguem enxergar…

    Eu creio que o nosso amado Deus libertará este povo desta escravidão. Só ELE tem este poder!

    ResponderExcluir